Negociação UFRRJ ITR

Forum de discussão sobre a matéria de Negociação ministrada pela professora Elizabeth na UFRRJ ITR


    Tópico Estilos de Negociação - Grécia

    Compartilhe

    Cíntia Hor-Meyll Silva

    Mensagens : 3
    Data de inscrição : 24/03/2015

    Tópico Estilos de Negociação - Grécia

    Mensagem por Cíntia Hor-Meyll Silva em Sex Abr 03, 2015 11:19 am

    Encontrei uma reportagem sobre o estilo grego de negociar de 14/02/2015. O último parágrafo, que está marcado em negrito, é o que define o estilo em si de forma resumida. Logo abaixo da reportagem pesquisei um pouco sobre a "Teoria dos Jogos", que é a base do estilo do ministro de Finanças grego. Segue a reportagem:

    Grécia e credores de volta à mesa de negociação
    Ministro grego de Finanças, especializado em teoria dos jogos, terá que usar sua habilidade para convencer seu colega alemão, personificação do rigor fiscal




    14/02/2015

    Às vésperas de uma negociação importante na segunda-feira, a Grécia prometeu “fazer o possível” para garantir um acordo com os credores do país — representados pela troika: BCE, FMI e Comissão Europeia. A informação trouxe alívio aos mercados financeiros, cujos agentes temem as consequências de um impasse que leve o país à insolvência e para fora da zona do euro. Também revela a mais recente mudança de tom do premier Alexis Tsipras, que havia reafirmado no último domingo as promessas de campanha de eliminar as medidas de austeridade. O anúncio se segue às reuniões de ministros da Fazenda e líderes da zona do euro, quarta e quinta-feira, nas quais não se chegou a um acordo sobre como manter o necessário financiamento à Grécia.
    Técnicos dos dois lados se reuniram ontem para preparar o terreno para as conversações de segunda-feira, a serem mediadas pelo ministro de Finanças da Holanda, Jeroen Dijsselbloem. Mas a insistência dos gregos em não renovar o atual pacote de resgate financeiro — que destinou € 240 bilhões ao país e expira no próximo dia 28 — lança dúvidas sobre o sucesso da empreitada. O próprio Dijsselbloem se mostrou pouco esperançoso: “continuo pessimista”, disse ele ao “Wall Street Journal”. “As expectativas do governo grego são altíssimas.”
    A reunião ocorre num momento crucial para a Grécia, não só pelo vencimento de dívidas que, sem financiamento externo, ameaçam deixar o país insolvente, mas também pelo risco que representa abrir mão dos ganhos obtidos com os esforços feitos até aqui. A Eurostat anunciou na sexta-feira que a economia da Grécia encolheu 0,2% nos últimos três meses de 2014, frente ao trimestre anterior, quando crescera 0,7%. Já em bases anuais, a economia do país avançou 1,7%. Embora ainda enfrente inúmeros desafios em finanças públicas, a Grécia conseguiu sair de um longo período de recessão. Já a zona do euro avançou 0,3% no quarto trimestre, além das projeções de analistas, puxada pela Alemanha, que cresceu 0,7%.
    Tsipras quer um novo pacote financeiro que alivie o aperto de cinto e elimine a expressão “austeridade fiscal”. Já a Alemanha de Angela Merkel, com apoio dos demais 17 países do bloco, defende a renovação do acordo atual, mesmo que futuramente o país desenvolva um programa alternativo.
    Nas negociações, a Grécia é representada por seu ministro de Finanças, Yanis Varoufakis, um economista e acadêmico de personalidade não convencional, especializado na teoria dos jogos (ramo da matemática de múltiplas aplicações e que consiste em realizar simulação de situações para analisar aspectos estratégicos). Ele enfrentará neste “embate” o ministro de Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, personificação do rigor fiscal e que, no que se refere à zona do euro e à Grécia, não parece estar disposto a brincadeiras.

    Pesquisa sobre a Teoria dos Jogos:
    (destaque também para o último parágrafo)

    A teoria dos jogos tornou-se um ramo proeminente da matemática nos anos 30 do século XX, especialmente depois da publicação em 1944 de The Theory of Games and Economic Behavior de John von Neumann e Oskar Morgenstern. A teoria dos jogos distingue-se na economia na medida em que procura encontrar estratégias racionais em situações em que o resultado depende não só da estratégia própria de um agente e das condições de mercado, mas também das estratégias escolhidas por outros agentes que possivelmente têm estratégias diferentes ou objetivos comuns.
    Os resultados da teoria dos jogos tanto podem ser aplicados a simples jogos de entretenimento como a aspectos significativos da vida em sociedade. Um exemplo deste último tipo de aplicações é o Dilema do prisioneiro (esse jogo teve sua primeira análise no ano de 1953) popularizado pelo matemático Albert W. Tucker, e que tem muitas implicações no estudo da cooperação entre indivíduos. Os biólogos utilizam a teoria dos jogos para compreender e prever o desfecho da evolução de certas espécies. Esta aplicação da teoria dos jogos à teoria da evolução produziu conceitos tão importantes como o conceito de Estratégia Evolucionariamente Estável, introduzida pelo biólogo John Maynard Smith no seu ensaio Game Theory and the Evolution of Fighting.

    Na economia, a teoria dos jogos tem sido usada, segundo Joseph Lampel, para examinar a concorrência e a cooperação dentro de pequenos grupos de empresas. A partir daí, era apenas um pequeno passo até a estratégia. Pesquisadores de administração de estratégia têm procurado tirar proveito da teoria dos jogos, pois ela provê critérios valiosos quando lida com situações que permitem perguntas simples, não fornecendo respostas positivas ou negativas, mas ajuda a examinar de forma sistemática várias permutações e combinações de condições que podem alterar a situação. As questões estratégicas da vida real dão origem a um número imenso de variações, impossibilitando o tratamento exaustivo de todas as possibilidades. Assim o objetivo não é resolver as questões estratégicas, mas sim ajudar a ordenar o pensamento estratégico - provendo um conjunto de conceitos para a compreensão das manobras dinâmicas contra os concorrentes.

    Em complemento ao interesse acadêmico, a teoria dos jogos vem recebendo atenção da cultura popular. Um pesquisador da Teoria dos Jogos e ganhador do Prémio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel, John Nash, foi sujeito, em 1998, de biografia por Sylvia Nasar e de um filme em 2001 Uma mente brilhante. A teoria dos Jogos também foi tema em 1983 do filme Jogos de Guerra.

    Embora similar à teoria da decisão, a teoria dos jogos estuda decisões que são tomadas em um ambiente onde vários jogadores interagem. Em outras palavras, a teoria dos jogos estuda as escolhas de comportamentos ótimos quando o custo e beneficio de cada opção não é fixo, mas depende, sobretudo, da escolha dos outros indivíduos.


    Fonte: wikipedia

      Data/hora atual: Qui Nov 23, 2017 9:57 pm