Negociação UFRRJ ITR

Forum de discussão sobre a matéria de Negociação ministrada pela professora Elizabeth na UFRRJ ITR


    Como Negociar no Mercado Intercultural

    Compartilhe

    Mara Rosa dos Santos Oré

    Mensagens : 3
    Data de inscrição : 05/04/2015

    Como Negociar no Mercado Intercultural

    Mensagem por Mara Rosa dos Santos Oré em Seg Maio 11, 2015 6:56 pm

    Estados Unidos: Tempo é dinheiro.
    Sociedade empresarial aberta, transparente, alto grau de profissionalismo. O mérito e a competência são os elementos mais importantes para se obter o sucesso.

    Dicas de negociação:
    Cumpra os horários, atraso indica falta de profissionalismo.Se estiver atrasado, ligue para pessoa indicando motivo e a duração do mesmo.
    A troca de abraços, típica dos latinos, deve ser evitada.
    Os norte Americanos aproveitam o breakfast para o fechamento de negócios.
    Não se alongue em assuntos pessoais, a mentalidade americana valoriza a sinceridade, dizer o que pensa sem rodeios. Se tiver cometido um erro, admita-o claramente e diga que vai tentar corrigi-lo.
    Em suma, o executivo ou empresário americano estabelece uma fronteira muito demarca e rígida entre o profissional e o pessoal.

    Arábia Sudita: Mercado escola, o negócio se estabelece na condição de rentabilidade. Existem grandes diferenças nos países árabes de conceito, costumes e capacidades econômicas.

    Dicas:
    Conhecer os estilos, enfoques e religião.
    desconhecer as regras islâmicas não são como cometer simples gafes, mas podem aniquilar uma
    negociação.
    A língua árabe é a força unificadora mais importante, e desse modo se faz necessário conhecê-la de forma elementar.
    Produtos devem estar etiquetados na língua árabe, pois a língua está relacionado de modo muito íntimo com a religião.
    Conhecer a História do Islã e suas crenças tratando-as com respeito durante a negociação
    Os árabes são sociáveis e festivos, as leis a ética podem variara de um país para outro.
    A família é muito considerada.
    O cumprimento com aperto de mão é bem vindo desde que seja entre pessoas do mesmo sexo, por outro lado, o contato é bastante rigoroso, sendo utilizado quando há vínculos lícitos ou forte de parentesco. entretanto se uma pessoa do sexo oposto lhe estender a mão aceite o cumprimento.
    As mulheres devem respeitar as leis locais: não dirigir, trajar-se de acordo com o usual, não usar maquiagem, frequentar somente as áreas permitidas em hotéis e restaurantes.
    Nunca cruze as pernas, pois mostra a sola do sapato, e isso é considerado um insulto.
    A mão esquerda é considerada suja, pois é utilizada na higiene pessoal portanto evite dar,  gesticular e receber cartões com a mão esquerda.
    Não abrir os presentes na frente do anfitrião, e não comente a beleza da mulher
    Não tire fotos antes de pedir
    se receber um convite para um jantar ou almoço social, jamais rejeite, pois as portas já se abriram 51%.
    Hierarquia é muito levada em conta, fechar negócio somente com executivos.
    Tendo em vista que o mercado saudita é extremamente competitivo é necessário  uma boa capacidade de negociação para fechar negócio.
    Os importadores sauditas preferem contar com um  fornecedor confiável, que atendam a suas exigências a trocarem de fornecedor de tempos em tempos.
    Normalmente, perguntam sobre preço já no primeiro contato, mas é aconselhável convencê-los inicialmente, a respeito do valor agregado da política de vendas da empresa bem como a qualidade do produto e do serviço. Uma vez satisfeitos com a qualidade e os serviços oferecidos, a negociação dos preços pode desaguar em resultados com mais facilidade.

    Mercado Europeu:

    Os europeus preferem a cautela devido ao limitado conhecimento de parceiros confiáveis no Brasil.
    Possuem um maior comprometimento comercial de forma  a criar um a sólida relação entre as partes.

    Fatores de Sucesso:

    Cultura e educação;
    respeito Profissional mútuo;
    Conhecimento Técnico;
    Agregação de valor de produtos e serviços;
    Pró atividade comercial;
    Cumprimento do acordo;
    Entrega no prazo;
    Lealdade à marca;

    Fatores de sucesso para alavancar as relações entre o empresariado brasileiro e europeu:

    rede de contatos  e sua ativação;
    Presença internacional efetiva
    Uso intensivo de canais de comunicação com o mercado consumidor
    Presença local ou virtual;
    Forte presença na internet;
    Habilidade de comunicação em diversos idiomas.

    Como diretriz genérica, Portugal funciona como plataforma tanto para os exportadores de primeira viagem como para as empresas que querem se fixar no exigente mercado europeu.
    Os portugueses sentem, expressam e valorizam forte laços culturais com os irmão brasileiro.

    Japão: a escola da paciência

    Japão é caracterizado pela tecnologia de ponta, cortesia e pelo ritmo.
    fazer negócio no Japão constitui um desafio, na verdade  estrutura e os hábitos tão diferentes com frequência causam mal entendidos.
    As negociações são marcadas pela longas conversas isso deriva do planejamento das corporações e da lentidão para a tomada de decisão.
    As empresas japonesas costumam conglomerar-se, dificultando o processo estrangeiro de negociação.

    Dicas:
    Não espere entrar em contato, estimule uma resposta.
    Fazer negócio com japoneses é necessário paciência, perseverança a capacidade intelectual de compreender diversos fatores que não são claros na negociação, mas estabelecer uma confiança.

      Data/hora atual: Ter Dez 12, 2017 7:53 pm