Negociação UFRRJ ITR

Forum de discussão sobre a matéria de Negociação ministrada pela professora Elizabeth na UFRRJ ITR


    Cultura organizacional, estilos de negociação e intervenções

    Compartilhe

    talita.oliveira

    Mensagens : 2
    Data de inscrição : 25/04/2015

    Cultura organizacional, estilos de negociação e intervenções

    Mensagem por talita.oliveira em Sab Abr 25, 2015 11:04 am

    A cultura organizacional ou cultura corporativa é o conjunto de hábitos e crenças estabelecidos através de normas, valores, atitudes e expectativas compartilhados por todos os membros da organização. Ela refere-se ao sistema de significados compartilhados por todos os membros e que distingue uma organização das demais. Constitui o modo institucionalizado de pensar e agir que existe em uma organização. A essência da cultura de uma empresa é expressa pela maneira como ela faz seus negócios, a maneira como ela trata seus clientes e funcionários, o grau de autonomia ou liberdade que existe em suas unidades ou escritórios e o grau de lealdade expresso por seus funcionários com relação à empresa. A cultura organizacional representa as percepções dos dirigentes e funcionários da organização e reflete a mentalidade que predomina na organização. Por esta razão, ela condiciona a administração das pessoas.

    Em outras palavras, a cultura organizacional representa as normas informais e não escritas que orientam o comportamento dos membros de uma organização no dia-a-dia e que direcionam suas ações para o alcance dos objetivos organizacionais. No fundo, é a cultura que define a missão e provoca o nascimento e o estabelecimento dos objetivos da organização. A cultura precisa ser alinhada juntamente com outros aspectos das decisões e ações da organização como planejamento, organização, direção e controle para que se possa melhor conhecer a organização.


    Características dos negociadores internacionais:
    Norte-americano: Possuem cultura de normas de mercado, sua atitude dominante é o individualismo econômico e seu relacionamento de negócios é de curta duração e baixa multiplicidade.

    Chines: Possuem cultura de normais familiares, sua atitude dominante é a lealdade filial e coletivismo econômico e seu relacionamento de negócios é orientado de forma ascendente para os poderosos.

    Alemão: Possuem normais legais-burocráticas, sua atitude dominante é o coletivismo econômico e seu relacionamento de negócios é controlado por regras formais e de baixa afetividade.

    Espanhol: Possuem normais de afiliação, sua atitude dominante é o coletivismo auto-expressivo e seu relacionamento de negócios é baseado em alta afetividade.

    Intervenções:
    Existem três tipos:
    Abordagem estrutural: surge por falta de recursos, por diferenciação na destinação de
    recursos, por compartilhamento de mesmos recursos, precisa-se investir no trabalho em equipe.
    Abordagem de processo: processo inadequado, inexistente ou conflitante, precisa-se investir na reconfiguração de processo.
    Abordagem mista: intervir integrando e desenvolvendo novos processos em equipe.

    Intervenção na Abordagem Estrutural:
    Homogenizar os grupos identificando objetivos comuns e procurando ver onde está
    o verdadeiro “inimigo” (externo ao grupo).
    Integrar as pessoas a grupos maiores ou fazer com que todas compreendam os objetivos de cada cargo.
    Remunerar por objetivos alcançados pelo grupo e não só individualmente.
    Se for inevitável separar os grupos de forma a não se tornarem tão interdependentes.

    Intervenção na Abordagem de Processo:
    Reunir as pessoas para reinventarem os processos de trabalho.
    Treiná-las para desenvolverem soluções alternativas com criatividade e qualidade onde todos se beneficiam.
    Procurar “integradores” que tendo tráfego fácil entre os vários públicos possa alavancar os processos de trabalho.

      Data/hora atual: Sab Jun 24, 2017 9:06 pm